André da Loba, Ariana Couvinha, Bráulio Amado, Carlos Guerreiro, Carolina Celas, Carolina Maria, Cristina Dias, Desisto, Elliott Burford, Hugo Oliveira, Ilhas, Lorenzo Truffa, Mariana a miserável, Mariana Veloso, Nuno Gil, Paulo Lourenço, Pedro Lourenço, Sam Baron, Tiago Galo, Tomomi Maezawa 


Curadoria - Lavandaria 
Marta Teixeira da Silva
Mariana Fernandes



Girava o planeta em volta do sol e de si mesmo - como sempre tem feito - quando, das águas salgadas, emergiu um pedaço de terra preto-fogo.
Obedecendo às leis do universo, nessa terra preto-fogo nasceu vida - fauna e flora, que se multiplicaram a si próprias confrontando todas as leis da matemática. Num dia limpo de nevoeiro, esse pedaço de terra foi avistado por alguém, que eventualmente disse a outro alguém: - Terra à vista!
Em menos de nada e seguindo leis próprias, somaram-se rotinas de novos habitantes às rotinas já afinadas da terra preto-fogo.
Dois dedos de conversa-puxa-conversa, e esse pedaço de terra ganhou nome, história e presença nos atlas.

Felizmente há registos que comprovam que nada disto é invenção.

Se está na internet é verdade.
Se está em papel é real.